EXCLUSIVO: Ronaldinho Gaúcho pretendia fugir do Paraguai para se esconder no Acre

Cientistas acreanos alertam: Pinga com jucá e caldo de caridade não combatem o coronavírus
março 6, 2020
Flaviano para Bolsonaro: ‘Abre o olho, se não, tu cai!’
março 7, 2020

Atacante teria assinado contrato com o Andirá para atuar no Campeonato Acreano já a partir do mês de abril

Por Patrick Mendel

A polícia paraguaia desbaratou um ardiloso plano de fuga do atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho e de seu irmão, Roberto de Assis, acusados de entrar naquele país portando passaportes falsos. A dupla cumpria medidas cautelares por ordem do procurador-geral do Paraguai, mas, de acordo com o que foi apurado pelas autoridades locais, estava se preparando para fugir para o Acre.

Gaúcho pretendia se esconder nas Terras de Galvez, onde pretendia assinar contrato em um clube de futebol local. Especula-se que o time escolhido por ele era o Andirá. Já Roberto de Assis, esperava atuar no Estado como promoter. Informações obtidas com exclusividade pelo LaPotoca, sugerem que Assis planejava organizar um bailão do tipo funk proibidão no estacionamento do Via Verde Shopping.

Nossa reportagem também descobriu, inclusive, duas reservas feitas em seu nome no tradicional hotel Barbosa, no centro da Capital.

“Cabelo ok! Sobrancelha ok! Maquiagem ok! A unha tá ok! Brota no bailão pra desespero do teu ex. Brota no bailão pra desespero do teu ex…É hoje que ele paga todo mal que ele te fez”, disse Roberto Assis ao falar sobre o caso para uma emissora de tevê paraguaia logo após a prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: