Cientistas xapurienses alertam: Caxinguba não combate o coronavírus

Paleontólogo acreano descobre bebedouros de dinossauros em plena Capital
março 8, 2020
Parece mentira: Criado aplicativo de paquera para homens com pênis pequeno
março 9, 2020
Por Patrick Mendel

Agora que o Acre já tem três casos suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus, surgem a cada momento notícias de remédios milagrosos que, supostamente, evitaria a covid-19, nome dado à doença causada pelo coronavírus. Um desses seria a caxinguba, que produz um fruto muito apreciado por veados, um tipo de gazela que habita as florestas das américas. Esse tipo de cervídeo, de acordo com o falatório popular, é muito abundante nas praças, bares, esquinas e vielas de Xapuri.

Exemplar da figueira caxinguba

Agora, cientistas xapurienses garantem que caxinguba não tem poder algum para combater o coronavírus.

“Nada a ver!”, disse um cientista que não quis ter o nome divulgado temendo ser acusado de homofobia. “Isso é boiolagem desses frescos”, completou*.

A caximguba (Ficus máxima) é uma figueira nativa do México, América Central, Caribe e América do Sul ao sul do Paraguai. Os figos pertencem à família Moraceae.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: